sexta-feira, 13 de outubro de 2017

ASSALTO NA MODALIDADE “VAPOR”, AO BANPARÁ DE MEDICILÂNDIA, DEIXA A CIDADE EM PÂNICO


No final da manhã de hoje, 13 de outubro, um grupo de pelo menos oito homens fortemente armados invadiram a agência do Banpará no município de Medicilândia, no sudoeste do estado, e com grande violência iniciaram um assalto.

Segundo informações da Polícia Civil, eram por volta de 12h, quando um grupo fortemente armado com três veículos chegou ao município de Medicilândia efetuando disparos em direção à agência do Banpará.


Eram de oito a dez homens que, após invadirem a Agência e saquearem os valores ali contidos, deixaram o local levando, ao todo, dezesseis reféns entre funcionários e clientes, incluindo a Gerente da Agência, que nos relatou os momentos de terror vividos por ela e pelas outras vítimas. Para impedir que a polícia atirasse, os criminosos colocaram algumas das vítimas sobre o capô dos carros, sendo duas delas colegas, funcionários do Banpará, e seguiram em direção à saída da cidade, onde os reféns foram abandonados.


As Polícias Civil e Militar do município, com apoio da PM de Altamira e da Superintendência da Polícia Civil de Altamira, iniciaram as buscas a fim de capturar os assaltantes. O helicóptero do Grupamento Aéreo e policiais militares da Companhia de Operações Especiais (COE) está dando apoio às buscas.


Segundo uma fonte que trabalha na agência, durante o assalto, dois reféns se feriram, um vigilante foi atingido por uma bala que ricocheteou, e um cliente foi atingido por estilhaços de vidro.

Ainda não se sabe o valor roubado. Tivemos a informação de que equipes da GESPA (Gerente de Segurança Pessoal e Patrimonial do Banpará) estão a caminho de Medicilândia para prestar atendimento aos funcionários vítimas do assalto.


Uma equipe da Delegacia de Repressão a Roubos a Bancos de Belém está se deslocando para o município para assumir as investigações. Segundo a última atualização que tivemos, as buscas estão sendo realizadas em um ramal na zona rural de Medicilândia.

Unidades do Banpará são Alvos de Quadrilhas
        
Com esse assalto na Ag. Medicilândia, já são três unidades do Banpará que, em menos de um mês sofreram investidas de quadrilhas de assaltantes. No dia 30 de setembro, houve uma tentativa de arrombamento do caixa eletrônico da Seduc, na qual os bandidos agrediram o vigilante. Na madrugada do dia 5 de outubro, um grupo de meliantes explodiu os caixas eletrônicos tanto do Banpará quanto da agência do Banco da Amazônia – Basa, em Eldorado de Carajás.

Em matéria publicada na semana passada, a AFBEPA já havia chamado atenção para necessidade de redobrar a segurança e os cuidados nas unidades dos Bancos, tendo em vista que nesse período de final de ano as quadrilhas estão ainda mais ávidas por dinheiro e por isso os estabelecimentos bancários se tornam os alvos preferidos.

Não se apaga das memórias das vítimas todo o terror e sofrimento que passam em uma ação dessa natureza, é preciso que o Banco preste todos os cuidados necessários para seus funcionários, e que além de tomar medidas remediadoras, tome medidas preventivas para evitar que a vida dos trabalhadores seja ameaçada desse modo.

Investir em Segurança é Fundamental! A AFBEPA espera que o Banco realmente invista e redobre os cuidados com a segurança. Precisamos de Proteção à Vida dos funcionários e clientes do Banco. Essa intranquilidade provocada pela insegurança não pode continuar!

MAIS SEGURANÇA JÁ!

UNIDOS SOMOS FORTES!

A DIREÇÃO DA AFBEPA

Texto: Gleici Correa

Imagens: Via/Whatsapp

Assessoria de Imprensa

SENHOR, RECEBA NOSSA QUERIDA MARIINHA EM SEU REINO


É com profundo pesar que recebemos a notícia do falecimento da colega Maria das Dores Diniz, carinhosamente conhecida como Mariinha, que partiu para o lado de Deus ontem, 12 de outubro.

Mariinha tinha 71 anos e já era aposentada. Foi admitida no Banpará em 1966, onde trabalhou até 1995, e com seu trabalho muito contribuiu para o Banco alcançar seus objetivos e cumprir sua missão para com a sociedade.

Uma pessoa cheia de luz, sempre muito amável e carinhosa com todos, sendo muito querida por quem a conhecia e sua companhia fará muita falta.

Aos seus familiares, amigos e colegas, nosso profundo sentimento de solidariedade nesta hora de dor e a certeza de que Deus, nosso Pai, irá recebê-la em sua glória e amparar os corações doloridos dos que vão sentir muitas saudades sua.

A DIREÇÃO DA AFBEPA

AS PESSOAS MARAVILHOSAS SÃO IMORTAIS


É com muito pesar que recebemos a triste notícia do falecimento de João Carmo de Freitas, amado irmão de nosso colega Joaquim Carmo. Rezamos para que Deus o receba em sua glória e conforte o coração de seus familiares e amigos.

João partiu, no dia 11 de outubro, de forma precoce e inesperada com apenas 33 anos, vítima de uma fatalidade, deixando sua esposa e seu filho de 2 anos.

As pessoas que amamos são insubstituíveis, por isso é tão difícil entender o porquê de um ente amado ter que partir. A dor que sentimos é imensurável. Nestas horas não há nenhuma palavra que possa ser dita que seja capaz de confortar os nossos corações.

Mas saibam que os nossos pensamentos estão com todos vocês e da mesma forma que nossa total disponibilidade. Tenham muita força! Quem partiu foi muito amado e para sempre será lembrado por quem fica e por ele sentirá eternas saudades.

Não temos palavras para expressar os nossos sentimentos. Pedimos a Deus que acolha João em seu reino e conforte o coração de nosso colega Joaquim, nosso diretor da AFBEPA, dos familiares e amigos neste momento de dor.

Levemos viva conosco a lembrança de quem perdemos, lembremos com amor e carinho sempre, mas honremos a sua memória vivendo a nossa vida em paz e com alegria. Nós da AFBEPA deixamos nossos mais sinceros pêsames e que Deus ilumine todos os familiares e amigos do querido João!

A DIREÇÃO DA AFBEPA

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

JORNAL “AÇÃO E CORAGEM” JÁ ESTÁ SENDO DISTRIBUÍDO NAS UNIDADES DO BANPARÁ

O "JORNAL AÇÃO E CORAGEM - ESPECIAL JURÍDICO", da Associação dos Funcionários do Banpará - AFBEPA, edição 11, de outubro de 2017, já está sendo distribuído nas unidades bancárias pela presidenta Kátia Furtado e pelo funcionário da Associação, Márcio Dias.

Nesta edição, o informativo divulga um panorama geral das Ações Coletivas demandadas na Justiça do Trabalho; assim como trata de assuntos muito relevantes para a classe bancária, como as mudanças na CLT com a Reforma Trabalhista, entre outros temas importantes. A pedido da AFBEPA, o Escritório Tuma e Torres Advogados Associados concedeu algumas orientações e posicionamentos a respeito da Reforma Trabalhista.

A Assessoria Jurídica do escritório Valéria Fidellis & Associados falou sobre seu trabalho, com ações individuais para os bancários do BANPARÁ garantirem seus direitos, como, por exemplo, as incorporações de suas funções e o pagamento pelas horas extras trabalhadas.

Nesta edição, apresentamos mais uma vitória para um colega que, após um PAD, teve uma punição injusta aplicada. O responsável por sua defesa foi o Escritório Penner Advocacia.

Juntos, já conquistamos muitas vitórias em nossas Ações e muitas ainda estão por vir. Seguiremos firmes em nosso objetivo de defender e apoiar a o funcionalismo bancário do Banpará hoje e sempre.

Leia abaixo a versão online do JORNAL AÇÃO E CORAGEM:

UNIDOS SOMOS FORTES!

A DIREÇÃO DA AFBEPA

Texto e Fotos: Gleici Correa

Assessoria de Imprensa