sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

NOTA DE PESAR


É com profundo pesar que noticiamos o falecimento do senhor João Faciola, pai de nosso colega Amaury Valente.

João Faciola partiu na noite de ontem, 14 de dezembro, deixando o coração dos que ficam cheios de saudade. A dor de perder seu tão amado pai é gigante, o que fica são as lembranças de todo amor, o carinho e a dedicação de uma vida inteira.

João foi por muitos anos funcionário do Banpará, e ajudou no crescimento e fortalecimento do Banco do povo paraense.

Para Amaury, seus familiares e amigos, nosso profundo sentimento de solidariedade nesta hora de dor, e a certeza que Deus, nosso Pai, irá recebê-lo em sua glória e amparar os corações doloridos dos familiares e amigos que ficam. Força!

O corpo está sendo velado na Capela do Recanto da Saudade e o enterro sairá às 15h.


A DIREÇÃO DA AFBEPA

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

AFBEPA PARTICIPA DO TREINAMENTO INTRODUTÓRIO DOS BANCÁRIOS RECÉM- CONTRATADOS PELO BANPARÁ


A convite do Banpará, a presidenta da AFBEPA, Kátia Furtado, participou ontem, 11 de dezembro, do treinamento introdutório dos funcionários recém-contratados pelo Banpará, realizado no Belém Soft hotel.

Kátia Furtado explicou as missões estatutárias da AFBEPA, a luta pela defesa, manutenção e fortalecimento do Banpará, além da defesa dos interesses e direitos do funcionalismo. Também foi feita uma apresentação básica dos serviços e convênios oferecidos pela AFBEPA, na qual distribuímos um material contendo a lista de convênios e a ficha de associação a AFBEPA, para os colegas interessados em se associar e assim usufruir dos benefícios que deriva do associativismo, como os serviços de advocacia nas áreas trabalhista, administrativa e consumidor. Informou, ainda, que para se associar o trabalhador paga 1,5% do salário base.


A presidenta destacou que a AFBEPA vem lutando bravamente na defesa dos nossos interesses, direitos e conquistas, tanto no dialogo com o Banco, quanto nos tribunais quando necessário. Evidenciou que atualmente, por decisão do STF, a AFBEPA só pode representar os bancários associados. Esse é mais um motivo importante para que os colegas se associem.


A AFBEPA dá as boas vindas e recebe com alegria os colegas recém-contratados. Temos plena convicção que a chegada de vocês ajudará a crescer e fortalecer o Banpará, patrimônio do povo paraense, e mais ainda, engrandecerá a nossa luta coletiva, por melhores condições de vida e de trabalho!

Sejam muito bem vindos!

UNIDOS SOMOS FORTES!

A DIREÇÃO DA AFBEPA

Texto e Imagens: Gleici Correa

Assessoria de Imprensa

AFBEPA JÁ INICIOU A ENTREGA DOS BRINDES DE NATAL


A AFBEPA já está distribuindo os brindes de Natal aos seus associados e associadas. Essa é uma singela homenagem que já é tradição da nossa Associação e serve para demonstrar a cada um de vocês toda nossa gratidão por ajudarem a fazer a AFBEPA crescer e se fortalecer cada vez mais, cumprindo sua missão junto aos funcionários do Banpará.


O mimo deste ano é uma bolsa térmica, escolhida com muito carinho pela Diretoria da AFBEPA, que a nosso ver será muito útil para todos os nossos associados e associadas.


Os associados lotados na capital começaram a receber os brindes na data de hoje, 12 de dezembro. Para os associados do interior, a AFBEPA já encaminhou, desde a semana passada, por malote para cada local de trabalho, com os votos de toda a Diretoria para que tenham um Feliz Natal e ótimas Festas e que 2018 chegue trazendo muita Paz, Luz, Esperança, Amor e Felicidade.

Esses são os desejos da Direção da AFBEPA, seus funcionários e colaboradores.

UNIDOS SOMOS FORTES!

A DIREÇÃO DA AFBEPA

Texto e Imagens: Gleici Correa

Assessoria de Imprensa

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

AFBEPA SOLICITA AO BANPARÁ PROVIDÊNCIAS A RESPEITO DE PROBLEMAS NAS UNIDADES DE TRABALHO

A AFBEPA protocolou hoje, 06 de dezembro de 2017, um ofício ao Presidente do Banpará, Sr. Augusto Sérgio Costa Amorim, solicitando providências para problemas que vêm dificultando o trabalho dos funcionários em diversas unidades de trabalho.

A AFBEPA está sempre buscando o diálogo com o Banco para resolver questões importantes para a empresa e para o trabalhador.


Veja o ofício na íntegra abaixo.

UNIDOS SOMOS FORTES!

A DIREÇÃO DA AFBEPA

Texto: Gleici Correa

Assessoria de Imprensa

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

UNIDADES DE TRABALHO SÃO VISITADAS PELA AFBEPA

Santo Antônio do Tauá
A AFBEPA, representada por sua Presidenta Kátia Furtado, visitou diversas Unidades de Trabalho do Banpará e verificou ambientes de trabalho em situações que necessitam de um maior apoio do Banco, assim como funcionários envolvidos com a política encaminhada. As Unidades foram: Ag. Benevides; Ag. Bragança; Ag. Canaã dos Carajás; Ag. Capanema; Ag. Capitão Poço; Ag. Castanhal; Ag. Eldorado dos Carajás; Ag. Itupiranga; Ag. Marabá Cidade Nova; Ag. Nova Marabá; Ag. Parauapebas; Ag. Redenção; Ag. Rio Maria; Ag. Santa Izabel; Ag. Santo Antônio do Tauá; Ag. São Caetano de Odivelas; Ag. Sapucaia; Ag. Vigia; Ag. Viseu; Ag. Xinguara e Ag. Floresta do Araguaia.
                 
Agência Benevides
Nas visitas se teceu um panorama da Campanha Salarial 2016/2018 e do que está por vir em setembro de 2018. O problema que precisamos enfrentar para garantir a participação dos trabalhadores no Plano de Cargos e Salários, vez que o Banco teima em manter a política da Unilateralidade. Outro ponto contrário aos nossos interesses foi aceitarmos, em assembleia sindical em 2016, a Mudança do Marco Inicial do PCS, de janeiro de 2014 para janeiro de 2017, prejudicando as promoções ordinárias de 2017, por merecimento e antiguidade, e as promoções de 2018.

Agência Bragança
A respeito da próxima Campanha Salarial, Kátia ressaltou que teremos muitas batalhas a travar em 2018. A AFBEPA entende que será necessário lutar ainda mais bravamente, diante de tantos ataques à classe trabalhadora, como a queda da Súmula 277 do TST, que dava ultratividade aos Acordos e Convenções Coletivas, ou seja, se mantinham vigentes se outro Acordo não fosse celebrado; a Reforma Trabalhista; a Lei da Terceirização; a ameaça da Reforma da Previdência, além de outros ataques que estão por vir, que precarizarão, ainda mais, as relações de trabalho, por isso precisamos lutar.

Agência Canaã dos Carajás
Pensando na importância de se debater esses assuntos, a AFBEPA está formulando dois Eventos que irão abranger os temas: Previdência Social, Campanha Salarial 2018 e a Reforma trabalhista, etc. O encaminhamento é realizar um evento em 17 de março (sábado), voltado para o Sul e Sudeste paraense, outro em abril voltado para os colegas do Nordeste do estado, e mais para frente realizar outro em Belém.

Agência Capitão Poço
Durante sua visita às agências, a presidenta da AFBEPA ouviu as demandas dos colegas a respeito de problemas relacionados à estrutura das unidades de trabalho.
Agência Castanhal

Agência Castanhal

Sistema fora do ar deixou Agência Castanhal lotada
Uma reclamação que vem se repetindo diz respeito à instabilidade do sistema de informática do Banpará, que fica fora do ar constantemente, e é ainda pior em épocas de pagamento. Esse tipo de problema atrapalha os atendimentos nas Unidades de Trabalho, o que deixa a clientela insatisfeita, por ter que passar muito tempo esperando para ser atendida, quando conseguem o atendimento. Além, é claro, dos trabalhadores, que despendem uma maior energia física e psicológica para enfrentar essa situação. Esperamos que o Banco solucione essa questão, pois a situação prejudica muito os funcionários e a sociedade. A AFBEPA soube que há um problema com a Embratel, contudo o interesse é que o Banco possibilite alternativa que enfrente esse problema.

Agência Capanema
A Agência Capanema está com alguns problemas de estrutura, sendo um dos principais a utilização de uma caixa d'água de amianto, material extremamente nocivo à saúde e que teve sua comercialização proibida no Brasil. Por isso, solicitamos que o Banco aja urgentemente na substituição desse reservatório de água, assim como nos outros problemas estruturais que foram relatados pelos trabalhadores.

Agência Capanema
Ainda na Agência Capanema, vimos a precariedade do mobiliário da Unidade, que não está adequado às condições ergonômicas exigidas pela Norma Regulamentadora nº 17 – NR17, que estabelece os parâmetros para permitir a adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores, com o objetivo de proporcionar um máximo de conforto, segurança e desempenho eficiente. Solicitamos que o Banco analise essa situação e aja de maneira urgente na substituição desse mobiliário por um que seja adequado e proporcione mais conforto e segurança para o desempenho das atividades.

Agência Viseu
Na Agência Viseu, a AFBEPA verificou que a infraestrutura é insegura, com mobiliários que já estão muito usados e não são adequados. No entanto, nova agência será inaugurada, o que deve resolver toda a situação colocada.  

Agência Santa Izabel
TER REGRAS CLARAS NO SENTIDO DE GARANTIR SEGURANÇA, SAÚDE E HIGIENE AO TRABALHADOR

Agência São Caetano de Odivelas
Algumas agências do Banpará foram arrombadas com dinamite, a qual tem em sua composição TNT, que causa um grande malefício à saúde dos trabalhadores. O problema é que não há por parte do Banco nenhuma regra de como agir após essas explosões, pois todas as Unidades de Trabalho explodidas ficaram só escombros e lixo tóxico, inviabilizando o trabalho.
Agência Rio Maria
Os funcionários ficam perdidos com a ausência de normatização do que fazer nesta situação????

Agência Itupiranga
A AFBEPA entende que é necessário ter ideia do grau de toxicidade, o que somente uma perícia tem como detectar. Outro ponto é cuidar da movimentação dos funcionários, com todos os direitos, para local próximo, na própria região.
E, depois, reconstruir a Unidade para a sociedade local.
Agência Floresta do Araguaia
As Agências de Eldorado dos Carajás e Floresta do Araguaia, e agora Santana do Araguaia, estão em ruínas, devido aos ataques sofridos em outubro, novembro e na madrugada de sábado, nos quais os criminosos utilizaram explosivos para roubar os cofres e caixas eletrônicos. Ainda não foi iniciado nenhum tipo de trabalho nos locais para cuidar da reforma daquelas unidades. 
Agência Eldorado do Carajás
O Banpará precisa agir com urgência nas reformas desses espaços, para que os funcionários possam voltar à sua rotina de trabalho e a comunidade possa voltar a usufruir dos serviços bancários prestados pelas agências. O Comitê de Relações Trabalhista intercedeu muito positivamente para que os funcionários dessas unidades (Eldorado e Floresta) fossem remanejados para agências próximas, com todos os seus direitos garantidos. Agora precisa interceder, novamente, para a criação de regras que explicitem procedimentos e proteção aos trabalhadores.

Agência Marabá Cidade Nova
Agência Nova Marabá
Esperamos que os locais que foram atacados e destruídos recebam a atenção necessária, que o Banco aja urgentemente na reconstrução dessas unidades.

Agência Sapucaia
Agência Xinguara
Em sapucaia, que também foi atacada por criminosos em agosto, vimos uma situação incomum. Como a unidade do Banpará é a única agência bancária do município, a Prefeitura reconstruiu o espaço, que é municipal, e assim a unidade voltou logo a funcionar.

Agência Parauapebas
Em todas as unidades, as quais a AFBEPA visitou, os colegas foram muito receptivos e calorosos. A interação é fundamental!

Agência Redenção
Agência Vigia
Esperamos que o Banpará tenha um maior cuidado na proteção aos seus trabalhadores, tratando com agilidade a resolução dos problemas de cada Unidade de Trabalho; propiciando autonomia e diálogo com os trabalhadores, a fim de haver crescimento mútuo. A AFBEPA está sempre buscando dialogar com o Banpará, para melhorar as condições de trabalho dos funcionários da instituição. Queremos sempre estar perto dos colegas, Lutando para garantir os nossos Direitos e interesses.

UNIDOS SOMOS FORTES!

A DIREÇÃO DA AFBEPA

Texto: Gleici Correa

Assessoria de Imprensa

MAIS UMA EXPLOSÃO EM AGÊNCIA DO BANPARÁ


Na madrugada do último sábado, 02 de dezembro, uma quadrilha de criminosos atacou as Agências do Banpará e do Bradesco no município de Santana do Araguaia criando um grande pânico no local.

Segundo a Polícia Civil, os bandidos estavam fortemente armados e fizeram reféns algumas pessoas que estavam em um bar próximo aos Bancos. A quadrilha invadiu as unidades bancárias e utilizou explosivos para detonar os caixas eletrônicos. Logo em seguida, saiu em fuga em três carros, abandonando os reféns na saída da cidade e seguindo rumo a ramais que dão acesso para fora do Estado.
 
Agência Santana do Araguaia
Policiais civis de Redenção e de cidades próximas foram até Santana dar apoio às investigações e Policiais Militares de Redenção também foram deslocados para fazer buscas aos assaltantes.

De acordo com os nossos registros essa já é a décima terceira ocorrência de ataques às unidades do Banpará, entre “sapatinhos”, “vapor”, arrombamentos, invasões com furtos, etc.

A AFBEPA entende que, diante de todos esses ataques ao Banco, com utilização de explosivos, é necessário que o Banpará tome providências urgentes, que visem prevenir essas ocorrências, buscando apoio das autoridades e parceria com outros Bancos que também são alvos dessas ações criminosas, a fim de formular estratégias que coíbam esses ataques e que melhorem a segurança.
 
Agência Santana do Araguaia
Assim como é fundamental que o Banco discipline, aos funcionários, regras de como agir após esses ataques em que são utilizados explosivos, pois esses deixam os ambientes cheios de escombros e lixo tóxico, o que torna o trabalho inviável e com risco para a saúde, visto que os resquícios e resíduos de explosivos, além da poeira tóxica fazem muito mal a saúde. Segundo especialistas, os efeitos da exposição a altas concentrações de TNT podem ocasionar alterações hematológicas, incluindo anemia, e toxicidade hepática, também foi observada dermatite alérgica de contato e desenvolvimento de catarata, entre outros malefícios.

Logo que tomou conhecimento do ocorrido em Santana do Araguaia, a AFBEPA entrou em contato com os representantes dos trabalhadores no Comitê de Relações Trabalhistas, a colega Vera Paoloni e o colega João Henrique, para intercederem pela criação de regras que definam procedimentos nos casos de explosões nas unidades, além do remanejamento dos trabalhadores para agências próximas, com todos os direitos garantidos, assim como foi feito com o pessoal de Eldorado dos Carajás e Floresta do Araguaia.
 
Agência Santana do Araguaia
Dar definição em relação à proteção dos trabalhadores é um imperativo, assim como são essenciais Investimentos em Segurança! A vida é o bem mais precioso, por isso o Banpará precisa agir rapidamente para resolver esses problemas e garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores.

UNIDOS SOMOS FORTES!

A DIREÇÃO DA AFBEPA

Texto: Gleici Correa

Imagens: Via Whatsapp

Assessoria de Imprensa

terça-feira, 28 de novembro de 2017

ASSEMBLEIA IRÁ DELIBERAR A PARTICIPAÇÃO DOS BANCÁRIOS NA GREVE GERAL DE 05 DE DEZEMBRO


O Sindicato dos Bancários convocou uma Assembleia Geral Extraordinária a ocorrer no dia 30 de novembro, às 18h30, em primeira convocação, e às 19h, em segunda convocação, na sede do Sindicato dos Bancários, tendo como objetivo debater e deliberar sobre as seguintes pautas:

1. Conhecimento e deliberação sobre a reforma da previdência;

2. Deliberação sobre a paralisação das atividades laborais, por vinte e quatro horas, como manifesto contrário à reforma previdenciária, a partir da 00h do dia 05.12.2017.

São muitos os ataques do Governo contra a Classe Trabalhadora, como a Deforma Trabalhista e a Lei da terceirização que foram duros golpes contra os trabalhadores brasileiros, por isso, precisamos mostrar que não estamos dispostos a aceitar que nossos direitos, conquistados com muita luta e suor, sejam esmagados. Já está claro que tanto a Reforma da Previdência quanto a Trabalhista representam um retrocesso e irão precarizar ainda mais a situação do trabalhador brasileiro.

Diante da importância do tema, convidamos todos os Bancários do Banpará a participarem da Assembleia e assim fortalecer essa luta que é de toda a Classe Trabalhadora. Precisamos nos organizar para barrar esses ataques e defender nossos Direitos trabalhistas e a nosso direito à aposentadoria.

Serviço:

Assembleia dos bancários, na sede do Sindicato dos Bancários

Local: Rua 28 de setembro, nº1210, Reduto

Data: 30 de novembro de 2017

Horário: a partir das 18h30

UNIDOS SOMOS FORTES!

A DIREÇÃO DA AFBEPA

Texto: Gleici Correa (com informações de Bancários/pa)

Assessoria de Imprensa

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

INDIGNAÇÃO!!! [ATUALIZADO]


Foi com indignação, tristeza e decepção que os funcionários da Ag. Tucuruí receberam o resultado do Processo Seletivo Interno, para preenchimento da vaga de Coordenador de Retaguarda de Tesouraria da Agência Tucuruí.

É consenso entre os trabalhadores que a função de caixa e tesoureiro são operacionais, sem necessidade de maiores requisitos para exercê-las. Por isso, desnecessária a concorrência. Há, também, que se ver que os funcionários que atuam nas Unidades de Trabalho almejam algum crescimento, pois substituem os titulares dessas funções em suas ausências, o que lhes conferem certa capacidade para atuar. No caso da função de tesoureiro e caixa, essas já são pacíficas, na visão do trabalhador, de que não requerem grandes requisitos técnicos, assim, quem substitui os seus titulares tem plenas condições de assumi-las, no caso de vacância definitiva.   

Na Ag. Tucuruí já havia uma pessoa que sempre substituía o tesoureiro em suas ausências, então nada mais natural que com a transferência do tesoureiro essa funcionária assumisse a tesouraria, porém, ao revés desse encaminhamento natural, o Banco preferiu escolher alguém de outro município para ocupar a vaga, o que significa que terá que pagar auxílio moradia para esse funcionário, em torno de 80%, quando a funcionária da agência tem mérito e louvor para assumir a função de tesoureira, além de residir em Tucuruí.

Os funcionários não conseguem entender essa lógica do Banco, que prefere gastar mais recursos trazendo um funcionário de outra agência, ao invés de dar a oportunidade para quem já está ali e já provou que tem competência para desempenhar essa função, como está desempenhando desde a transferência do tesoureiro.

O Banpará sequer explicou quais os critérios utilizados para que essa escolha fosse feita, o que deixou os colegas ainda mais indignados. Esse tipo de situação é muito prejudicial para o Banco, pois um funcionário que não é valorizado e incentivado pode pensar que não tem mais como crescer no Banco, o que acaba desmotivando esse colega, que por se sentir menosprezado, pode não conseguir dar tudo de si, o que com certeza não é bom nem para o Banpará e muito menos para a pessoa.

O Banco precisa dialogar com as chefias das unidades ou formar comitês se tiver mais de uma pessoa interessada em vagas de caixa ou tesoureiro que possam surgir na Unidade, pois é muito mais vantajoso para a Instituição que essas funções sejam ocupadas por funcionários que já estejam habituados a rotina daquela agência.

Igualmente, é necessário que o Banco explique aos funcionários quais os critérios usados para se chegar a determinado resultado. Esse tipo de caso deve ser analisado com cautela, pelo Banpará, a fim de incentivar e motivar seus trabalhadores a progredirem também na própria Unidade de Trabalho, pois se há vagas de caixa ou tesoureiro, ou outra função que não demande competência técnica ou competência especial, e se há funcionários habilitados, competentes e capazes de executar o trabalho, a AFBEPA não vê necessidade de trazer funcionários de outras unidades.

Agir com Respeito e Propiciar Motivação aos trabalhadores é fundamental, para que se tenha um local de trabalho harmonioso.

SOBRE O PROCESSO SELETIVO PARA FUNÇÃO DE COORDENADOR DE RETAGUARDA DE TESOURARIA DA AGÊNCIA DE TUCURUÍ
                                                 
A AFBEPA realizou algumas pesquisas em que se verificou que o Banpará ao lançar o Processo Seletivo Interno-PSI estabeleceu critérios de escolha para essa função. A questão que se impõe nesse e nos demais processos que versarem sobre seleção para função de Coordenador de Retaguarda de Tesouraria é buscar refletir sobre os interesses locais, como forma de motivação aos funcionários que já desempenham a função de caixa ou tesoureiro, uma vez que o treinamento dessas funções dentro da Unidade é suficiente para o seu exercício.


A AFBEPA é a favor do Processo Seletivo, pois é uma forma Democrática e Impessoal de escolhas para certas funções. Mas, em relação às agências, a função de caixa e tesoureiro prescinde dessa seleção externa, pois os trabalhadores tem preparação local, sem necessidade de cursos preparatórios; outro fator importante é a motivação de quem se prepara para exercer essas funções na interinidade, almejando na vacância ter a oportunidade de assumi-las em definitivo, com autonomia da Unidade para selecionar o melhor candidato.

UNIDOS SOMOS FORTES!

A DIREÇÃO DA AFBEPA

Texto: Gleici Correa

Assessoria de Imprensa

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

POLÍTICA DE INDICAÇÃO DESMOTIVA FUNCIONÁRIOS DA AGÊNCIA ESTRADA NOVA

Para a política de indicação

Esta AFBEPA recebeu uma denúncia a respeito de uma situação bastante incômoda. Segundo informações, o Banpará indicou um funcionário que não pertence ao quadro de pessoal da Agência Estrada Nova para assumir a função de Geate. O principal é que essa decisão foi tomada passando por cima do funcionário da unidade que já estava exercendo a função e, não menos que isso, sem observar a avaliação da unidade acerca desse assunto.

O funcionalismo, é claro, se inconformou com essa atitude, pois  desrespeitou outro colega dessa agência  que já estava assumindo essa função e com louvor.

A AFBEPA entende que esse tipo de procedimento do Banco é prejudicial ao bom desenvolvimento dos trabalhos de qualquer unidade, pois gera a desmotivação dos funcionários, que dão o melhor de si no dia a dia do trabalho para engrandecer o Banco, como também na busca de melhorias na carreira.

É fato que esse tipo de medida, a de indicar funcionários para assumir determinada função, causa desequilíbrio no ambiente de trabalho, com o desgaste das relações e a desmotivação. Vamos imaginar um trabalhador dedicado e competente em suas atribuições, que se encontra apto para assumir alguma função comissionada na sua unidade. A direção do Banco, entretanto, coloca uma pessoa de outra unidade na vaga que poderia ser desse trabalhador dedicado e eficiente, ou seja, a imposição de uma indicação retira desse trabalhador o direito a uma merecida progressão na carreira. A permanecer essa política de indicação, as unidades de trabalho não terão autonomia para avaliar e, mesmo internamente, dar oportunidade a um funcionário da unidade que tenha mérito.

É normal o funcionário querer evoluir em seu local de trabalho, e se o Banco indica uma pessoa alheia ao trabalho daquele local para assumir funções comissionadas, ao invés de avaliar os funcionários que já estão ali e que têm as mesmas capacidades e competências, vai ocorrer que, as pessoas se sentirão menosprezadas e desrespeitadas, questionando inclusive seu desempenho, sua competência profissional, pensando que todo o seu trabalho e esforço não está sendo reconhecido. O trabalhador possui sentimentos, não é uma máquina.

É necessário que o Banco analise a realidade de cada unidade de trabalho para que as decisões tomadas sejam as melhores no sentido de resguardar a melhor política, e assim, incentivar e motivar os trabalhadores a progredirem em cada local, garantindo a todos a oportunidade que o desempenho do seu trabalho lhe confere.

Por um ambiente de trabalho saudável!

UNIDOS SOMOS FORTES!

A DIREÇÃO DA AFBEPA

Texto: Gleici Correa

Assessoria de Imprensa

terça-feira, 21 de novembro de 2017

BALANCETE FINANCEIRO DO 3º TRIMESTRE DE 2017 (JULHO/AGOSTO/SETEMBRO)


Dando continuidade à política de transparência das receitas e investimentos que a AFBEPA faz em beneficio dos associados e da luta dos bancários, publicamos a seguir o balancete do movimento trimestral referente aos meses de Janeiro, Fevereiro e Março de 2017, para conhecimento de todos.

BALANCETE FINANCEIRO DO 3º TRIMESTRE DE 2017 (Julho/Agosto/Setembro)

A Associação dos Funcionários do Banpará (AFBEPA), fundada em 02 de setembro de 1987, é uma Sociedade Civil de Direito Privado, de Caráter Profissional, sem fins lucrativos. A AFBEPA representa exclusivamente os funcionários do Banpará associados a esta Entidade, em questões judiciais e extrajudiciais. Nossas fontes de receitas constituem-se de mensalidades dos associados e taxas de convênios firmados (Uniodonto, Ótica Telégrafo, Carne e Sabor, Auto Escola Foca e Livraria dos Estudantes).

Atualmente a AFBEPA possui 803 associados de um total de mais de 2000 funcionários ativos no BANPARÁ. O desconto da mensalidade é feito em contracheque e, também, por meio de débito automático em poupança programada, que corresponde a apenas 1,5% do salário base de cada associado/a. Os valores que entram na AFBEPA não são fixos devido às solicitações de adesões e cancelamentos, demissões e falecimentos de associados.

RECEITAS DE CONTRIBUIÇÕES DOS ASSOCIADOS NO 3º TRIMESTRE/2017

Mensalidades dos associados

JULHO R$ 42.269,42

AGOSTO R$ 42.293,39

SETEMBRO R$ 44.308,98

TOTAL: R$ 128.871,79

TAXAS ADMINISTRATIVAS DE CONVÊNIOS FIRMADOS-3º TRIMESTRE/2017

JULHO R$1.934,39

AGOSTO R$2.048,67

SETEMBRO R$2.077,55

TOTAL: R$6.060,61

RECEITAS FINANCEIRAS

JULHO R$20,23

AGOSTO R$ 29,67

SETEMBRO R$ 9,01

TOTAL: R$ 58,91              

RECEITA TOTAL DO 3º TRIMESTRE = R$134.991,31

Receita Total é a soma das Mensalidades, Receitas financeiras e Taxas administrativas.

RECUPERAÇÃO DE VALORES DO 3º TRIMESTRE/2017
R$2.914,96

São percentuais descontados no 3º trimestre de 2017, referentes a vale transporte, ticket alimentação e plano de saúde, conforme dispõe a legislação trabalhista, nos contracheques dos funcionários da AFBEPA. São valores considerados apenas para lançamento contábil.

DETALHAMENTO MENSAL DA RECUPERAÇÃO DE VALORES DO 3º TRIMESTRE/2017:

JULHO R$ 1.059,68

AGOSTO R$ 927,64

SETEMBRO R$ 927,64

TOTAL: R$ 2.914,96

DESPESAS OPERACIONAIS POR RUBRICA

• Despesas com Pessoal - Essas despesas se referem a pagamento de salários e ordenados, vale transporte, ticket alimentação e plano de saúde dos funcionários: R$30.169,33

• Despesas Tributárias – (FGTS / INSS /PIS/IRRF/IMPOSTOS E TAXAS): R$10.172,46

 Despesas Financeiras - Essas despesas se referem a tarifas bancárias e manutenção de conta: R$833,00

 Despesas Administrativas - são as demais despesas abaixo descritas, que somam o total de: R$81.569,52
                                  
DETALHAMENTO DAS DESPESAS ADMINISTRATIVAS DO 3º TRIMESTRE/2017 – TOTAL : R$81.569,52

Despesas com telefonia fixa da AFBEPA (02 linhas) - R$1.460,41

Despesa com telefonia móvel (TIM) – R$863,18

Despesa com telefonia móvel (OI) – R$156,02

Condomínio - R$1.278,00

Aluguel da sede R$1.600,00

Locações de sala para o evento Bate-papo, acerca da Reforma Trabalhista, de equipamento de sonorização com microfone e técnico para o evento Bate-papo, de sala para a realização do curso de Redação e Gramática promovido pela AFBEPA a seus associados - R$1.437,50

Energia elétrica - R$1.912,78

Despesas com copa, cozinha e material de limpeza - R$770,68

Despesas com cartório em registro de Atas de Mudança de endereço e Prestação de contas/2016, reconhecimentos de assinaturas e autenticações de cópias de listas de presenças em reuniões da AFBEPA– R$407,20

Bens de natureza permanente, aquisição de três computadores e duas mesas operacionais – R$4.066,00

Despesas de viagem com locação de veículo (4 dias) para viagem ao Sudeste (Mojú, Tailândia, Goianésia, Breu Branco e Tucuruí) – R$783,00

Investimento com Transporte em Audiências no TRT, Assembleia e reuniões de Diretoria; reunião no Sindicato dos Bancários, entrega de brindes dos pais; e por ocasião do aniversário dos 30 anos da AFBEPA, em que houve necessidade dos funcionários e jornalista realizarem atividades da Associação externas e de urgência - R$1.116,89

Investimento com combustível em atividades da diretoria da AFBEPA com idas às Unidades do Banpará, Audiências, chamada para Assembleia, reuniões, Eventos como: aniversário de 30 anos da AFBEPA, Bate-papo, curso de Redação e Gramática – R$2.828,77

Investimento com alimentação, para Diretoria em eventos de interesse da categoria, lanches para a Assembleia Geral, e para associados que participaram dos eventos promovidos pela AFBEPA Bate-papo e curso de Redação e Gramática e para funcionários da AFBEPA em trabalhos extraordinários na preparação e entrega de brindes dos pais, em reuniões e Assembleia na AFBEPA - R$3.576,69

Vale transporte da Associação para atividades externas realizadas pelo funcionário da AFBEPA – R$558,00

Gastos com informáticaR$643,00

Material de expediente e escritório - R$847,20

Devolução de descontos indevidos a associados– R$2.044,57

Honorários do 3º Trimestre - Advogados: Dra. Valéria Fidellis / Dr. Marcio Tuma e Contadora: Sra. Benedita Soares - R$19.379,16

Brindes dos Pais/2017– R$9.066,50

Aniversário da AFBEPA (locação do espaço Chapéu Chinês, jogos de mesas e cadeiras plásticas, placa de homenagem ao senhor Nazareno Tourinho, embalagens para os brindes, buffet, cantora e acompanhante) – R$20.239,56

Visita da imagem da santa na AFBEPAR$173,30

Curso Redação e GramáticaR$1.257,70

EstacionamentoR$806,00

Doações de 240 camisas para evento do TRT – R$2.400,00

Legais e judiciais Ajuizamento de ação junto ao TRT – R$600,00

JurosR$28,51

Serviços prestados da diarista no 3º trimestre/2017 - R$700,00

Serviços prestados na análise de defeito e conserto de uma central de ar com troca de peça na sala 308 – R$250,00

Manutenção elétrica – R$120,00

Manutenção de uma central de ar – R$140,00

Manutenção do filtro de água – R$43,90

Confecção de 03 cópias de chave da porta principal – R$15,00

DETALHAMENTO DAS DESPESAS OPERACIONAIS – TOTAL: R$122.744,31

Despesas com telefonia - R$2.479,61

Aluguel – R$3.037,50

Condomínio - R$1.278,00

Energia elétrica - R$1.912,78

FGTS - R$1.823,11

INSS - R$7.118,54

PIS – R$134,99

IRRF Aplicação poupança – R$225,16

Plano de Saúde dos funcionários da AFBEPA - R$2.439,72

Vale transporte dos funcionários da AFBEPA – R$2.343,60

Vale transporte/empresa – R$558,00

Ticket alimentação dos funcionários da AFBEPA - R$4.467,15

Despesas com copa, cozinha e material de limpeza - R$770,68

Despesas com combustível– R$2.828,77

Despesas com alimentação - R$3.576,69

Gastos com informática – R$643,00

Despesas com Transporte - R$1.116,89

Material de expediente e escritório - R$847,20

Devolução de desconto indevido para os associados – R$2.044,57

Despesas bancárias - R$833,00

Salários e Ordenados dos Funcionários da AFBEPA -R$20.918,86

Honorários (Advogados / Contadora)- R$19.379,16

Manutenção e reparos – R$318,90

Serviços prestados -R$950,00

Despesas de viagem – R$783,00

Eventos sociais – R$20.412,86

Cartório – R$407,20

Bens de natureza permanente – R$4.066,00

Brindes – R$9.066,50

Estacionamento – R$806,00

Cursos – R$1.257,70

Donativos – R$2.400,00

Impostos e taxas – R$870,66

Juros e multas – R$28,51

Legais e judiciais – R$600,00

TOTAL DAS DESPESAS OPERACIONAIS –R$ 84.673,29

TOTAL DA RECEITA OPERACIONAL........... R$ 134.858,32

TOTAL DAS DESPESAS OPERACIONAIS...... R$ 122.744,31

Resultado do 3º Trimestre..........................R$ 12.114,01

No Resultado do 3º trimestre computa-se contas a pagar da AFBEPA, referente ao mês de setembro/2017 com vencimentos no mês de outubro/2017.

A DIREÇÃO DA AFBEPA